Implantada a versão 2.0 do Sistema de Processo Judicial Eletrônico

Desde o ano passado, as fases de liquidação ou cumprimento – provisório ou definitivo – de sentenças proferidas em processos de competência originária do Tribunal de Justiça do Maranhão – autuados em suporte físico – estão sendo processadas, exclusivamente, por via eletrônica, através do sistema Processo Judicial Eletrônico.

Foi implantada a versão 2.0 do Sistema de Processo Judicial Eletrônico, que traz diversas melhorias na interface, além de correções e otimizações. Agora, os usuários concluem suas pesquisas em tempo reduzido, sem a necessidade de tantos “cliques” para a exibição de conteúdo, o que torna mais prática ainda a publicação de decisões, petições e recursos.

A implantação e expansão do sistema de Processo Judicial Eletrônico – aliadas ao processo de conscientização e racionalização da distribuição de papel A4 – garantiu uma redução expressiva do consumo do referido item.

Comparando-se o mesmo intervalo dos anos anteriores, a redução foi de, aproximadamente, 31%, com a quantidade de resmas atendidas, diminuindo de 61.625, em 2016, para 42.527, em 2018. A conclusão do cadastro do Banco de Monitoramento de Prisões (BNMP 2.0) representou, também, um avanço importante para o Judiciário no Maranhão na área de tecnologia.

NOVOS SISTEMAS. Em 2018, o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), por meio da Diretoria de Informática, desenvolveu um novo sistema para o controle de sindicâncias, que permite o cadastro e atualização dos dados de sindicâncias e processos administrativos disciplinares, além do controle de seu fluxo e documentação.

Foi lançada também a primeira versão do sistema “Contratus”, de gestão contratual, que possibilita cadastrar e controlar contratos, convênios, termos de cooperação, atas de registro de preços e demais acordos administrativos, no âmbito do Judiciário maranhense.

O Tribunal implantou, ainda, o sistema “Haedus”, para auxiliar a creche Judith Pacheco, na seleção dos candidatos às vagas oferecidas pela instituição.

O sistema permite o registro de vagas disponíveis para cada turno, bem como para o cadastro de reserva e o período de inscrição. Por meio da ferramenta, os pais também podem realizar a inscrição dos seus dependentes.

Foi disponibilizado, ainda, um aplicativo para atualização de valores de processos – o Sistema de Cálculo de Processo Judicial (SCJUD). A ferramenta permite a atualização de valores a receber, agilizando o trabalho da Coordenadoria de Precatórios e das Contadorias.

Da Comunicação Social do TJMA

Categories: ESTADO