A coincidência não ocorre no fato de a empresa ser do mesmo estado natal do prefeito

Após o Ministério Público do Maranhão (MPMA) propor, em 4 de junho, Ação Civil Pública contra o Município de Carolina para a efetivação da municipalização do trânsito na cidade, o prefeito Erivelton Neves, da Renovação, contratou a empresa CONTRANSIN INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA-ME – CNPJ Nº 00.390.052/0001-11 – pelo valor de R$ 106.337,76, para fornecimento e implantação de sistema semafórico.

A ação promovida pelo MP se deve ao fato de Carolina não está formalmente integrada ao Sistema Nacional de Trânsito e Transporte, apesar da Câmara Municipal ter aprovado o Projeto de Lei que cria a Junta Administrativa de Recursos de Infrações de Trânsito e o Departamento Municipal de Trânsito. O prefeito Erivelton Neves, da Renovação, não implementou as medidas para a efetivação dos serviços, nem cumpriu todas as obrigações previstas no Termo de Ajuste de Conduta assinado entre o prefeito e o MP. LEIA MAIS SOBRE ISSO

Para evitar mais constrangimentos e mais problemas judiciais, Erivelton Neves contratou, em 1º de agosto, a empresa CONTRANSIN INDÚSTRIA E COMÉRCIO. A empresa é de Três Corações, Minas Gerais. O resultado da licitação foi publicado no Diário Oficial dos Municípios do Estado do Maranhão Nº 2149, de 02 de agosto. A coincidência não ocorre no fato de a empresa ser do mesmo estado natal do prefeito, mas sim na decisão de tentar fazer a coisa certa somente após pressão do Ministério Público.

Categories: CAROLINA