Cidadãos de Riachão fazem mais denúncias contra Joab Santos

Após denúncia de contratação irregular de empresa para realização do serviço de transporte escolar por R$ R$ 3.381.272,00 uma empresa de construção civil, o prefeito do município de Riachão Joab Santos é alvo de novas denúncias. Conforme os blogs Vitrine do Político e Blog do Carlos Barroso, o prefeito estaria sob suspeita de contratação irregular também para os serviços de limpeza urbana e para fornecimento de medicamentos.

Conforme os blogs, Joab Santos não aceita que empresários que prestam serviços para a Prefeitura cobrem reajuste do valor contratado, mas pago continuamente com atraso. O prefeito é quem determina o valor que quer pagar, constrangendo quem ainda se arrisca fazer negócio com o Executivo local.

A nova denúncia de supostas novas irregularidades estende a outros membros do governo de Joab Santos. Segundo a publicação, o vereador do município de Codó, Pedro Santos, se desloca 664 km para trabalhar na cidade e sem remuneração, o que pode estar sendo alvo de investigação do Ministério Público. Outra pessoa supostamente acusada de participar de irregularidades na atual gestão é Elcinê Cardoso Brandão Silva, secretária municipal de Finanças e cunhada do prefeito e o controlador interno do Município, Hélio Pereira da Silva – suspeito de ser responsável também por tratativas com empresas de outros municípios para contratos com a Prefeitura de Riachão. Hélio Pereira é também contador da Câmara Municipal de Carolina, que manter negócios com a mesma empresa contratada para o transporte escolar de Riachão. O Legislativo de Carolina pagou R$ 392 mil de aluguel de uma camionete L200 velha e que tem valor de mercado de R$ 30 mil. VEJA IMAGEM ABAIXO

O CIDADE EM AÇÃO, ao checar as informações publicadas nos blogs, ouviu algumas pessoas de Riachão. Conforme os denunciantes, a empresa da limpeza urbana supostamente manteria em torno de 85 pessoas contratadas, mas que não trabalham efetivamente para ter direito aos altos salários que recebem. “Enquanto isso, alguns servidores municipais ainda não receberam o 13º e o pessoal que realmente trabalha na limpeza pública ainda não recebeu o mês de novembro”, disse uma das pessoas ouvidas na cidade de Riachão.

Segundo os denunciantes, Joab Santos estaria utilizando maquinário da Prefeitura de Riachão para transportar cascalho para uma de suas propriedades particulares. “Inacreditavelmente, são propriedades que o prefeito adquiriu depois de assumir o mandato. Por que ele não era dono dessas áreas antes de ser prefeito, já que ele é também um grande empresário local?”, questionam os moradores de Riachão.

O CIDADE EM AÇÃO não conseguiu contato com as pessoas denunciadas até o fechamento da publicação.

Blogs publicaram fotos dos assessores do prefeito Joab Santoa | Foto: Reprodução
Categories: ESTADO