Foi um absurdo de abuso de autoridade, diz a vítima

Um vídeo viralizou no município de Carolina desde a noite de domingo (08) mostrando um suposto abuso de autoridade de um policial da 2ª Companhia de Policiamento contra uma professora Sorais Sousa, do Colégio Santa Cruz.

Conforme o autor do vídeo, a professora teria supostamente furado o sinal do cruzamento da Avenida Brasília com a Avenida Frederico Martins, sendo abortada por uma guarnição da PM entre a Praça Absalão Coelho e o antigo prédio da Junta de Missões Nacionais da Igreja Batista.

O vídeo não mostra a suposta agressão do policial contra a professora, mas ela se manifestou em um dos comentários do vídeo publicado na mesma noite dizendo se encontrar bastante machucada. “Foi um absurdo de abuso de autoridade”, disse a professora. Em outro comentário ela cita os nomes dos policiais que a teria agredido. “Foram os policias Armando e Cleober. Fui a vítima”, comenta no Facebook

Vinte e quatro depois não houve manifestação do comando da 2ª Companhia de Policiamento de Carolina, tampouco do Comando Geral do 4º Batalhão de Polícia Militar de Balsas (4ºBPM), que permite que policiais militares façam a segurança privada do prefeito de Carolina, Erivelton Neves, da Renovação.

VEJA UM DOS VÍDEOS QUE VIRALIZARAM NAS REDES SOCIAIS:

Categories: CAROLINA