Nordeste não tem estado entre os dez mais competitivos

Loures Consultoria

Em 2019, os integrantes do Nordeste ficaram de fora da lista das dez unidades federativas mais competitivas do Brasil no Ranking de Competitividade dos Estados, ferramenta do CLP – Liderança Pública. A ferramenta foi desenvolvida para fornecer diagnósticos sobre avanços e desafios registrados em 69 indicadores de dez áreas-chave da administração pública: Sustentabilidade Ambiental, Capital Humano, Educação, Eficiência da Máquina Pública, Infraestrutura, Inovação, Potencial de Mercado, Solidez Fiscal, Segurança Pública e Sustentabilidade Social. O Estado do Maranhão, além de ser o estado menos competitivo do Nordeste, também é o segundo pior no ranking nacional e permanece no 26º lugar

No novo levantamento, o estado da Paraíba caiu duas posições, saindo do 9º para o 11º. O mesmo aconteceu com o Piauí, que saiu do 21º lugar para o 23º. Enquanto isso, Ceará e Maranhão se mantiveram em 12º e 26º, respectivamente; e os estados do Alagoas, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe conseguiram melhorar suas posições.

Um dos pontos que chama atenção no grupo de estados é o pilar de Sustentabilidade Ambiental. Entre os estados da região com pior desempenho nesse pilar está o Maranhão, que ocupa o 26º lugar; Pernambuco e Ceará caíram no pilar, e Sergipe se manteve estável, enquanto outros estados da região como Bahia, Paraíba e Rio Grande do Norte apresentaram melhora em sua performance

O pilar de Sustentabilidade Ambiental é composto por indicadores como Emissões de CO² (dióxido de carbono), Serviços Urbanos, Destinação do Lixo, Tratamento de Esgoto e Perda de Água. Para fazer essa avaliação, o CLP – Liderança Pública utiliza informações do SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), do SEEG (Sistema de Estimativa de Emissões de Gases de Efeito Estufa), do Observatório do Clima e do IBGE.

Em termos de Sustentabilidade Ambiental, Maranhão apresentou má performance nos indicadores de emissões de CO², tratamento de esgoto e também tem má performance no indicador Perda de Água. É pior estado do Brasil em Inovação.

Destaca-se no Maranhão seu desempenho no pilar de Segurança Pública. Desde 2017 o estado melhorou 7 posições nesse pilar, ocupando em 2019 a 8° posição.

SOBRE O RANKING. O Ranking de Competitividade dos Estados é uma das principais ferramentas de avaliação da gestão pública do Brasil e busca pautar a atuação de líderes públicos em dez áreas-chave (Sustentabilidade Ambiental, Capital Humano, Educação, Eficiência da Máquina Pública, Infraestrutura, Inovação, Potencial de Mercado, Solidez Fiscal, Segurança Pública e Sustentabilidade Social). Disponível numa plataforma online, o ranking traz um diagnóstico completo das performances estaduais em 69 indicadores distribuídos pelas áreas-chave.

SOBRE O CLP. Liderança Pública é uma organização sem fins lucrativos e suprapartidária que engaja a sociedade e desenvolve líderes públicos para enfrentar os principais problemas do Brasil. Focado no desenvolvimento de lideranças e na aprovação de mudanças estruturais para o desenvolvimento do país, o CLP atua com diversos setores buscando transformar o Brasil em articulação com a sociedade.

Categories: ESTADO