Cidade Em Ação
Powered by Conduit Mobile
Microempresário manda mensagem para governador Flávio Dino Microempresário manda mensagem para governador Flávio Dino Foto: Reprodução

Microempresário manda mensagem para governador Flávio Dino

 

Desabafo de um microempresário que já teve 28 empregados e hoje sobrevive com apenas quatro

Excelentíssimo Senhor Governador do Estado do Maranhão,

Ontem, ao assistir ao programa de seu partido na televisão, fiquei muito decepcionado com o que vi, ou seja, as atitudes que o Senhor tem tomado em sua administração. O Senhor diz que foi eleito pelo povo que não aguentava mais uma oligarquia. Acho que o Senhor tem de deixar de lado essas “briguinhas” e polêmicas e “começar” a trabalhar. Deve parar de falar mal do presidente da República em sua intenção de agradar Lula, pois nem Lula nem Temer estão preocupados com o nosso Estado. O Senhor não sabe que Lula e Dilma são aliados de José Sarney e sua filha, candidata ao governo em 2018? E que o presidente Temer é aliado de José Sarney? Em vez disso, o Senhor precisa se aliar aos empresários deste estado, e fazer com eles parcerias, assim como está fazendo o prefeito de São Paulo. Se o Senhor sair de seu gabinete e der uma voltinha pelas principais avenidas de nossa cidade e nossa tradicional Rua Grande, vai ver a real situação de nossas empresas, que é quem dá emprego ao povo. Se conversar com os empresários da construção civil, que empregavam uma média de 100 mil trabalhadores, vai ver sua real situação. Se o dinheiro não circula nas grandes empresas, também não vai circular nas pequenas e médias. Lembro-me muito bem da época em que nossas empresas patrocinavam a nossa cultura, e que nossos hotéis viviam lotados de turistas. Tenho saudade do São João e dos antigos carnavais! Os nossos mercados públicos são uma vergonha. Até aquele que o Senhor frequentava (a feira do Vinhais) está uma vergonha. Seu secretário começou uma obra que até hoje não foi não foi concluída. O transporte público é uma vergonha. Experimente pegar um ônibus! O Senhor acha que os moradores do eixo Itaqui-Bacanga gostam de carro-lotação? Cadê o VLT? Os parques? O único que temos (P. do Bom Menino) virou uma cracolândia. Por que o Senhor não terceiriza os parques, e tudo que não consegue administrar direito? As nossas praias com placas de “Impróprio para o banho” (há uma em frente ao Brisamar Hotel) são nosso cartão de visita? Cadê a praça Deodoro, tradicional logradouro público de nossa cidade? Nos conjuntos habitacionais (Cohab, Cohajap, Cohserma), os moradores têm medo de sair de casa por causa da violência. Por que não organizar gincanas nos bairros e levar nossos músicos para divertir o povo nos fins de semana e, com isso, ganharem algum dinheiro? Mande seus secretários visitar nossas cidades do interior. De van, para sentirem o “baculejo” da buraqueira. E, na capital, o Senhor e seu amigo Edivaldo Holanda podiam pegar o ônibus para ir trabalhar. Talvez assim vocês pudessem ver e sentir na pele o que sente a nossa população. E, quem sabe, nós poderíamos até admirá-lo e respeitá-lo mais. Sei que o Senhor é um homem honesto, pois alguns dos “picaretas” que o cercam não estão conseguindo fazer seus esquemas. O que eu lhe peço não é nada demais: que trabalhe e não perca seu tempo gritando “Fora, Temer”, pois isso é ridículo.

Siga o exemplo de João Dória. Seja governador do “povo” do Maranhão e não governador de seu partido e de seus amigos (?) Lula e Dilma. O nosso estado é o mais pobre da federação e precisa muito mais de um governador do que os outros. Cerque-se de gente séria, competente e trabalhadora, e não de “amiguinhos”, pois o Estado não é um Clube de amigos. É coisa muita séria.

Por fim, peço-lhe que faça uma visita aos hospitais públicos, pelo menos 2 vezes ao mês. Na capital e no interior. Quer um exemplo: viajando no carnaval, parei no Hospital de São Bernardo, e lá não havia nem médico nem pacientes, apenas um faxineiro. Ou seja, o hospital estava fechado.

Agradeço-lhe a oportunidade, e espero em breve poder aplaudi-lo por seus “feitos”, não porque o Senhor está gritando nas ruas e na TV “Fora, Temer.” Temer não vai sair, vai concluir seu mandato e – quem sabe - ainda vai fazer coisas pelo Maranhão que o Senhor não está fazendo. Se Deus e Sarney quiserem!

Boa sorte, Sr. Governador.

Por Bira Lopes

Ler 1791 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Publicado em OPINIÃO

Conecte-se conosco

Style Setting

Fonts

Layouts

Direction

Template Widths

px  %

px  %