Cidade Em Ação
Powered by Conduit Mobile

Funcionários roubados: Ubiratan Jucá desconta dinheiro da folha de pagamento e não repassa às instituições Destaque

MPS informa que Prefeitura de Carolina está inadimplente por falta de informação MPS informa que Prefeitura de Carolina está inadimplente por falta de informação Ministério da Previdência Social

A inadimplência da Prefeitura e o roubo na folha de pagamento dos servidores municipais

 

O prefeito Ubiratan Jucá (PMDB) concentrou seu discurso entre duas alternativas. Quando pretende fazer propaganda e dizer que vai cumprir promessas de campanha diz que a saúde financeira da Prefeitura estava muito bem. Chegou a garantir que tinha, em caixa, parte do dinheiro que utilizaria na construção de um novo hospital. O tal hospital não saiu da promessa, mas o prefeito continua usando esse argumento para ir empurrando suas promessas. A segunda alternativa de Ubiratan Jucá, agora para tentar justificar o não pagamento do funcionalismo e os fornecedores na data contratada, é dizer que continua pagando dívidas deixadas pelo ex-prefeito João Alberto (PSDB). Ubiratan Jucá não consegue demonstrar isso através de um único documento – fica só no discurso.

As desculpas de Ubiratan Jucá esbarram primeiramente nas contradições que seu governo promove. Não tem dinheiro para pagar, por exemplo, o transporte escolar. Um milhão e oitocentos mil reais não deu para honrar os contratos, então, o prefeito aumentou o contrato para dois milhões e quatrocentos mil e ainda assim não consegue pagar os meses de atraso com os motoristas. Chegou-se a “pagar” R$ 319 mil em contrato com uma funerária, além de R$ 700 mil com as palmeiras da Adalberto Ribeiro – que já estão morrendo.

A CASA DA MENTIRA CAIU – Apesar de tudo isso, o IMPRESEC – Instituto de Previdência dos Servidores de Carolina –, presidido por José Antônio Tiago de Sousa, é exemplo do descaso com os cofres públicos. Desde setembro de 2013 que não são apresentados ao Ministério da Previdência Social os dados que comprovam que Ubiratan Jucá descontou da folha de pagamento o valor do IMPRESEC e que tenha depositado o dinheiro na conta do instituto. 

Certidões expedidas pela Previdência Social informam que o Certificado de Regularização Previdenciária (CRP), referente ao IMPRESEC de Carolina, está irregular, colocando a Prefeitura de Carolina na situação de inadimplente – impedida de receber recursos do Governo Federal, através de convênios, por exemplo. É importante destacar que a data em que a Prefeitura se tornou inadimplente é um mês antes de Ubiratan Jucá afirmar em todos os veículos de comunicação contratados por ele que a Prefeitura estava inadimplente por causa de dívidas herdadas de João Alberto.

EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS – Funcionários da Prefeitura tem reclamado desde meados de 2013 de estarem impedidos de realizar empréstimos consignados. O motivo do impedimento justificado a quem procura este tipo de empréstimo é de que a Prefeitura não tem repassado ao banco os valores descontados na folha de pagamento dos servidores.

Ou seja, o prefeito está realizando os descontos do IMPRESEC e os descontos em folha dos consignados, porém não está depositando o dinheiro – e é muito dinheiro – nas instituições de direito.

João Alberto teria transferido judicialmente todas as dívidas deixadas para o CPF do gestor anterior, como fez com as dívidas deixadas pela ex-prefeita Antônia Jucá.

 

E Ubiratan Jucá ainda é advogado…

Ler 2025 vezes
Avalie este item
(1 Votar)
Publicado em CAROLINA

Conecte-se conosco

Style Setting

Fonts

Layouts

Direction

Template Widths

px  %

px  %