Cidade Em Ação
Powered by Conduit Mobile

CHAPADA DAS MESAS: Prefeito de Carolina quer criar mais cobrança de taxa ao turistas

PROJETO DE LEI QUE CRIA MAIS UMA TAXA PARA ONERAR TURISMO PROJETO DE LEI QUE CRIA MAIS UMA TAXA PARA ONERAR TURISMO FOTO: REPRODUÇÃO

Apenas os vereadores Fernando Filho, Ernesto Nascimento e Giliard foram contrários ao Projeto de Lei

 

A sessão da Câmara Municipal desta terça-feira, 15, se concentrou na discussão do Projeto de Lei nº 04, do último dia 13 de março, que cria a cobrança da Taxa de Preservação Ambiental (TPA) no município de Carolina no valor de R$ 5,00 por dia a cada turista que visitar qualquer dos atrativos turísticos. Sem a presença do secretário de Meio Ambiente Marcelo Assub e o secretário de Turismo Leonardus Borges, e com a participação e protestos de alguns membros do trade turístico, o projeto teve sua votação adiada.

Quem teve acesso a uma cópia do Projeto de Lei facilmente observa que a velha prática do Control C + Control V foi utilizada, copiando lei de município efetivamente estruturado no setor turístico.

Sem citar a destinação dos recursos arrecadados nem citar quais ações de preservação serão implementadas, o prefeito Erivelton Neves, do Solidariedade, pediu urgência na votação do PL que cria a TPA, que segundo ele será destinada a assegurar a manutenção das condições ambientais e ecológicas do complexo turístico de Carolina – sem dizer quais ações serão realizadas e por quais técnicos capacitados.

Um proprietário de pousada em conversa com o CIDADE EM AÇÃO informou que o setor está perdendo turistas a cada mês e a criação de mais uma taxa não incentiva em nada o turismo local. “A agência que vende o destino, por exemplo, para 50 pessoas, com essa nova taxa e a Taxa do Guia de Turismo no valor de R$ 150,00 terá que aumentar em R$ 400,00 o valor do pacote da viagem. Nesse momento de crise, pode ser um fator decisivo na escolha do cliente entre Carolina e outra cidade da Chapada das Mesas”, disse.

A opinião do empresário demonstra que, mais uma vez, os envolvidos e ou prejudicados não são ouvidos antes de os tomadores de decisão resolveram sozinhos sobre o que eles acham lucrativo para os cofres da Prefeitura.

Apenas os vereadores Fernando Filho (PMN), Ernesto Nascimento (PRB) e Giliard (DEM) não assinaram o Projeto de Lei. Conforme Fernando Filho, o projeto precisa ser melhor analisado e quais consequências econômicas negativas a sua aprovação pode provocar.

O desconhecimento dos gestores do Turismo de Carolina da vigência e da não aplicação da Lei Nº 526, de 15 de dezembro de 2015, que criou a Taxa de Turismo em Carolina demonstra a completa falta de capacidade de gerenciamento do setor.

Clique Aqui para baixar o Projeto de Lei da Taxa de Preservação Ambiental

Clique Aqui para baixar a Lei Nº 526/2015, que criou a Taxa de Turismo

VEJA VÍDEO DA OPINIÃO DO VEREADOR FERNANDO FILHO

MAIS TAXA EM CAROLINA Vereador Fernando Filho é contra a criação de mais uma TAXA sem que a comunidade participe das discussões e que se defina em lei os destinos dos recursos arrecadados. Desta vez, o prefeito quer criar uma TAXA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL...

Publicado por Fábio Ayres em Terça-feira, 15 de maio de 2018
Ler 293 vezes
Avalie este item
(1 Votar)
Publicado em CAROLINA

Conecte-se conosco

Style Setting

Fonts

Layouts

Direction

Template Widths

px  %

px  %