Denúncia de servidor da Secretária de Educação é confirmada por professores

Na primeira metade do último mês de setembro, o CIDADE EM AÇÃO teve acesso a cópias de documentos supostamente do Programa Mais Educação, da Unidade Escolar Nova Carolina. Juntos com os documentos veio a denúncia que eles seriam referentes a uma relação falsa de alunos da escola matriculados no Programa Mais Educação, que na verdade não existe na escola. As matrículas supostamente foram criadas apenas para que a gestão do prefeito Erivelton Neves, da Renovação, receba recursos do Ministério da Educação.

A denúncia se assemelha às informações divulgadas em matéria do Fantástico, deste domingo (03), sobre fraude nos recursos do FUNDEB nos municípios de Monção e Miranda do Norte, ambos no Maranhão. Conforme o repórter Alex Barbosa, da Mirante/Globo, 137 municípios do estado são investigados por fraude nos recursos da Educação. VEJA VÍDEO ABAIXO!

Não foi possível checar se Carolina consta entre os 137 municípios investigados por fraude contra os recursos da Educação. Contudo, a denúncia apresentada por um servidor da Secretaria Municipal de Educação tem fundamento. O CIDADE EM AÇÃO consultou três professores da Unidade Escolar Nova Carolina e todos foram unânimes em garantir que o Programa Mais Educação não funciona na escola – confirmando a denúncia.

Segundo os documentos apresentados pelo servidor da Educação, que não pode ser identificado por temer perseguição por parte da atual gestão municipal, as falsas matrículas foram feitas no último mês de maio.

O Mais Educação foi reformulado pelo presidente Jair Bolsonaro, mas mantém seus princípios inicias, “realizando acompanhamento pedagógico em Língua Portuguesa e Matemática e do desenvolvimento de atividades nos campos de artes, cultura, esporte e lazer, impulsionando a melhoria do desempenho educacional mediante a complementação da carga horária em cinco ou quinze horas semanais no turno e contra turno escolar”, conforme o Portal do MEC – que fornece apoio técnico e financeiro.

O secretário de Educação, Ésio Lobá, que também é vice-prefeito, eleito com a promessa de revolucionar a gestão do município, e que é alvo de ação judicial promovida pelo Ministério Público por incompetência à frente da sua secretaria, deve se manifestar sobre o assunto e a qualquer tempo pode encaminhar resposta para publicação no blog.

VEJA CÓPIA DOS DOCUMENTOS OBTIDOS PELO CIDADE EM AÇÃO

VEJA VÍDEO DA REPORTAGEM DO FANTÁSTICO SOBRE FRAUDE NO FUNDEB NO MARANHÃO

Categories: CAROLINA