Parlamentar quer explicações sobre contratos milionários e exige respeito aos servidores municipais

Após a Tribuna Livre na Câmara Municipal de Carolina nesta terça (26), o vereador Giliard voltou a cobrar providências quanto aos contratos da Saúde e quanto ao problema do esgoto do Conjunto Dom Marcelino. Giliard exigiu ainda mais respeito com os servidores municipais, além de cobrar providências em relação ao problema da falta de transporte escolar. O parlamentar também exigiu explicações da CEMAR sobre a retirada de equipamentos elétricos do Povoado Canto Grande por seus funcionários.

Em seu discurso, o vereador se solidarizou com os moradores do Povoado Canto Grande, que foram surpreendidos pela CEMAR, que retirou transformadores de energia da localidade, deixando diversas famílias sem energia e sem explicações.

Servidor municipal concursado, Giliard defende que é necessário que o prefeito evite prejudicar mais ainda o funcionalismo público, adotando mais medidas que prejudiquem financeiramente mais ainda a classe. O vereador falou ainda sobre a ineficiência do transporte escolar, com contratos de alto valor, mas que não têm correspondido às necessidades dos alunos – os mais prejudicados pela falta às aulas por causa da falta de veículos realizando o serviço para o qual foram contratados.

Giliard sugeriu que o prefeito conclua a obra de pavimentação do Conjunto Dom Marcelino sem deixar de dar atenção ao problema que os moradores enfrentam quanto esgoto.

Não é a primeira vez que o vereador fala sobre a necessidade de o prefeito explicar sobre a contratação da empresa Costa e Cia Ltda no valor de R$ 3.294.240,00 (três milhões, duzentos e noventa e quatro mil, duzentos e quarenta reais) por ano, sendo que a população tem reclamado constantemente da qualidade do serviço oferecido no Hospital Municipal de Carolina. O vereador apoia a ideia da formação de uma comissão para fiscalizar o contrato da empresa em 2018 e o aditivo para 2019.

Categories: CAROLINA