Trabalho voluntário apenas para publicidade nas redes sociais

Após da denúncia do vereador Fernando Filho (PMN), na sessão da Câmara da última terça-feira, dia 09, informando que a médica e primeira-dama Mônica Rocha estaria divulgando nas redes sociais que realiza consultas voluntárias (como se observa nas imagens abaixo), mas que consta na relação de profissionais da Saúde de Carolina cadastrados e com salário no Ministério da Saúde, um servidor do Hospital Municipal de Carolina procurou o CIDADE EM AÇÃO, na quinta (11) para apresentar cópia da relação dos servidores públicos e contratados que trabalham no Hospital Municipal de Carolina.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR A RELAÇÃO COMPLETA DE CONTRATADOS E SERVIDORES DO HOSPITAL MUNICIPAL DE CAROLINA

O documento é mais do que uma bomba, como disse o funcionário em sua mensagem. É um indício de que outra suspeita de irregularidade na Saúde: a contratação da empresa Costa e Cia por R$ 3.294.000,00 por ano para gestão de médicos e que já somam R$ 6.588.000,00 em contratos. Na relação encaminhada ao CIDADE EM AÇÃO, consta o nome de Mônica Rocha duas vezes, ou seja, a primeira-dama tem dois contratos com a Prefeitura de Carolina – um de clínica geral e outro de anestesista – especialidade que ainda não foi confirmada ser verdadeira. LEIA MAIS SOBRE ISSO

No documento do Ministério da Saúde não é possível observar qualquer vinculo com a Costa e Cia, mas a empresa mantém contrato com a Prefeitura e supostamente também é quem contrataria a primeira-dama. Ainda não é possível garantir os valores que Mônica Rocha recebe dos cofres públicos, mas a denúncia com documentos prova que não existe trabalho voluntário, mas apenas propaganda enganosa de uma gestão envolvida desde seus primeiros dias em supostas fraudes em contratos milionários.

TUDO EM CASA. Leonardo de Sousa Coelho é o secretário de Saúde. Já a direção do HMC é de Paloma Seixas, mulher do irmão de Mônica Rocha – secretário de Governo, e que já foi preso com 51 cédulas de identidade falsas, além de condenado por falsificação de dinheiro e formação de quadrilha. Na Saúde ainda tem com benefícios extras, a técnica em Enfermagem Graciara Bezerra Oliveira, a mulher do secretário de Educação Ésio Lobá, que recebe uma gratificação de R$ 1.000,00 sem qualquer justificativa para o valor que outros servidores de mesma função não recebem.

TUDO FALTANDO. Não apenas o contrato em 2018, renovado em 2019 com a Costa e Cia, que somam R$ 6.588.000,00, para gestão de serviços médicos chamam atenção pelos valores e pela falta de médicos nos postos de saúde e algumas vezes no HMC. O secretário contratou em janeiro R$ 480 mil em material esportivo – outro indício de ilegalidades cometidas pela atual gestão do prefeito Erivelton Neves, da Renovação, que também é médico.

Propaganda enganosa da atividade da primeira-dama de Carolina | FONTE: SECOM
Categories: CAROLINA