Valores chegam a R$ 6,7 milhões entre 1º de dezembro de 2019 e primeira semana do ano

A expressão popular mais comum no município de Carolina em se tratando de recursos públicos é de que a gestão do prefeito Erivelton Neves, da Renovação, tem “puxado dinheiro a rodo” – uma clara indicação da desconfiança popular sobre os fins dado à grande quantidade de recursos federais repassados à Prefeitura e que não são vistos transformados em obras ou ações de governo. Somente entre os dias 30 de dezembro de 2019 e 04 de janeiro de 2020, o Sistema de Informações do Banco do Brasil (SISBB) apresenta o resultado total de R$ 3.960.470,16, distribuídos entre parcela do FPM, ITR, ICMS, Royalties do CESTE, IPI, FUNDEB, Simples Nacional e Sessão Onerosa do Pré-Sal.

A consulta pode ser realizada através do site do Banco do Brasil (Clique Aqui), onde se tem acesso aos valores de parte dos recursos movimentados pela Prefeitura de Carolina, especialmente recursos com origens em programas federais de incentivo financeiros aos municípios.

Os repasses do período que mais chamam atenção são os valores da Seção Onerosa do Pré-Sal (R$ 921.359,24) e o FUNDEB (R$ 1.666.002,73), parcela normal do dia 30 (R$ 587.453,03) e o complemento da União no dia 31 (R$ 970.694,73). Consulta realizada entre os dias 1º de dezembro de 2019 e 04 de janeiro, retorna ao resultado de R$ 6.758.361,18 em repasses recebidos pela gestão Erivelton Neves.

Apesar dos altos valores recebidos, servidores concursados e contratados encontram-se com salários atrasados, incluindo o 13º salário, entre eles o pessoal do controle de endemias e vigilância sanitária, da Saúde, e motoristas do transporte escolar – contratados por empresas fantasmas.

BAIXE OS ARQUIVOS DE CONSULTA NO BANCO DO BRASIL:

Categories: CAROLINA