Com o Legislativo servindo apenas de puxadinho da prefeitura, o prefeito deita e rola

Entre toucas para cozinheiras, aventais, bonés, abadás para carnaval, jaquetas, panfletos, cartaz para festas e convites para eventos, o prefeito Erivelton Neves, da Renovação, usando o artifício de contratação por registro de preços, contratou as empresas E. GONÇALVES COMÉRCIO E SERVIÇOS, de Davinópolis (TO) – R$ 721.620,00; H.P COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA (651.500,00) e ANTÔNIO PEREIRA JÚNIOR-ME (R$ 954.387,50), ambas de Imperatriz (MA), e D. F. A. BESERRA-ME (R$ 316.765,00), de São José de Ribamar (MA), com valores que somam R$ 2.644.272,50.

Denúncia publicada, nesta terça (10), pelo jornalista Holden Arruda, dá conta de que as empresas E. GONÇALVES COMÉRCIO E SERVIÇOS e H.P COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA foram recém-criadas e com menos de ano de existência abocanharam contratos que somam R$ 1.373.120,00Clique Aqui para ver a denúncia.

“As duas empresas são quase irmãs gêmeas, fundadas com diferença de apenas 3 dias de diferença uma da outra, portanto, consideradas duas irmãs de grande sorte em função dos dois contratos”, diz Holden Arruda.

A modalidade das licitações que produziram mais contratos recheados de suspeitas de irregularidades foi o registro de preços. Dessa forma, se contrata sem qualquer estudo da necessidade de tais materiais no futuro, mas alega-se que os produtos e mercadorias são recebidos por demanda – mais um jeitinho brasileiro de apropriação indevida de recursos públicos. Em Carolina, com o Poder Legislativo sendo apenas um puxadinho da Prefeitura, o prefeito Erivelton Neves tem a mais absoluta certeza de que nada o impede de fazer tais negócios.

BAIXE CÓPIA DOS CONTRATOS:

Categories: CAROLINA