Veja o que pensam diversas pessoas no município de CAROLINA

As duas principais secretarias municipais e que mantêm maior contato direto e diário com a população são também os setores que mais provocam indignação na população de Carolina pelos seus péssimos serviços prestados. As redes sociais se transformaram nos últimos dias em local de desabafo das pessoas que se sentem prejudicadas e de outras que têm denunciado as irresponsabilidades do atual prefeito, Erivelton Neves, da Renovação. Falta de lençóis e medicamentos no Hospital Municipal e o descaso de mais de 15 dias sem transporte escolar em diversas regiões do município por falta de combustível tem sido as principais reclamações da população no mesmo momento em que o prefeito assume a conta com recursos públicos do pagamento de patrocínios de grandes eventos – uma estratégia política-eleitoral na sua tentativa de reeleição.

IRRESPONSABILIDADES. No último dia 16 de janeiro, o secretário de Saúde, Leonardo de Sousa Coelho [foto esq.], assinou contrato no valor de R$ 480 mil com duas empresas para aquisição de material esportivo. Uma semana depois o secretário aditivou o contrato de 2018 para 2019 da empresa Costa e Cia Ltda no valor de R$ 3.294.240,00 para gestão hospitalar. Ou seja, a secretaria que tem dinheiro para comprar material esportivo, que não é de sua responsabilidade, tem não tem dinheiro para comprar lençóis para os leitos do Hospital Municipal, obrigado parentes de pacientes a pedir pelas residências no Centro da cidade. A Saúde mantém, ao todo, contratos suspeitos de irregularidades que somam R$ 9,8 milhões. VEJA MAIS SOBRE ISSO.

O secretário de Educação e vice-prefeito, Ésio Lobá [foto dir. centro], entre os anos de 2017 e 2019, contratou empresas do transporte escolar que somam R$ 8.224.957,76 – oito milhões, duzentos e vinte e quatro mil, novecentos e cinquenta e sete reais e setenta e seis centavos. As tais empresas, que conforme o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, não possuem veículos para tais obrigações contratuais, são as responsáveis pelo pagamento dos combustíveis dos veículos supostamente contratados em Carolina. Não é o que ocorre. Motoristas denunciam que é a Prefeitura quem paga a conta duas vezes e que é o posto vencedor da licitação encerrou a conta por falta de pagamento. Tanto dinheiro público supostamente destinado ao transporte escolar e o serviço nunca esteve sob tamanha irresponsabilidade. Alunos prejudicados, motoristas sem salários, mas as empresas faturam alto. A Educação mantém contratos suspeitos que somam R$ 8,2 milhões. VEJA MAIS SOBRE ISSO.

FALTA JUSTIÇA. Conforme dados do sistema de consulta do Ministério Público do Estado do Maranhão, o prefeito Erivelton Neves é alvo de mais de 60 inquéritos e ações judiciais por improbidade administrativa e outras irresponsabilidades de gestão, mas que não saem de uma das gavetas do Fórum local.

ABAIXO ALGUMAS RECLAMAÇÕES DOS CAROLINENSES

Comentários nas redes sociais Facebook e WhatsApp | Fonte: Redes Sociais

Categories: CAROLINA