Polícia informa que realizou seu trabalho cumprindo o que determina a lei

Por volta das 19 horas de sábado, dia 19, a jovem Thamires Barbosa da Silva Sousa, 17 anos, foi esfaqueada duas vezes durante a festa de recepção aos pilotos do Enduro do Cerrado. Segundo ela, a autora do crime é Tauana Maia, que não a conhecia e nem sabe que motivos ela teria para agredi-la com tamanha violência.

A família de Thamires Barbosa está indignada e iniciou campanha nas redes sociais pedindo justiça porque a acusada foi posta em liberdade no mesmo dia.

VERSÃO DA POLÍCIA. O CIDADE EM AÇÃO entrou em contato com o comandante da 2ª Companhia de Policiamento de Carolina, capitão Rogélio, que informou que a Polícia Militar fez o que cabia após o crime. “A agressora foi apresentada na Delegacia para responder pelo crime cometido”, disse o comandante, que acrescentou que o motivo da prisão foi lesão corporal promovida por arma branca (faca).

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi encaminhada ao plantão médico do Hospital Municipal para realização do Exame de Corpo de Delito, que foi preenchido pela equipe médica como lesão corporal leve. Dessa forma, cumprindo a lei, a agressora foi ouvida e liberada em seguida para responder em liberdade ao processo que será encaminhado à Justiça pelo crime previsto no artigo 129 do Código Penal. A campanha pedindo justiça realizada pela família tem importância de informar à sociedade o quanto nossas leis são frágeis para punir criminosos.

VEJA POSTAGEM DA FAMÍLIA DA VÍTIMA:

Categories: CAROLINA