Mais uma barbaridade da gestão do prefeito médico Erivelton Neves

A imagem é chocante. Quem a princípio não sabe do que se trata pode imaginar que a criança se envolveu em um grave acidente fora de um hospital. Porém, o grave acidente ocorreu dentro do Hospital Municipal de Carolina no último dia 24 de novembro. A morte de pré-maturo foi mantida sob sigilo pela Secretaria Municipal de Saúde até que o CIDADE EM AÇÃO teve acesso, no último dia 10, a diálogos de um grupo de gestantes no Whatsapp. Clique Aqui para ver mais.

A imagem acima foi feita durante o velório e se pode observar que cabeça do pré-maturo parece ter sido esmagada quando a equipe do hospital tentou realizar um parto normal na mãe de apenas 16 anos que não tinha condições para tal procedimento e que necessitava com urgência de ser submetida a uma cesariana. Quando a equipe médica tentou realizar a cesariana já era tarde. Mais um bebê havia morrido durante a gestão do médico prefeito Erivelton Neves.

Uma das gestantes do grupo e que estava no HMC no momento da morte do pré-maturo disse: “Eu estava no hospital. Começaram um parto normal de um prematuro que só saiu a cabeça do feto [bebê], depois não deu certo foram pra cesariana, o feto [bebê] faleceu… a mãe entre a vida e a morte com apenas 16 anos, tudo por um infecção de urina que não foi tratada quando chegou reclamando sexta-feira na emergência e foi mandada para casa. Fiquei apavorada, fui para emergência por não está muito bem, o médico nem se encontrava lá, voltei para casa no mesmo estado que cheguei lá”.

Passados 30 dias da morte do bebê, a Secretaria Municipal de Saúde não emitiu nenhuma nota de esclarecimento, a exemplo de como procedeu após outros três casos semelhantes ocorridas na gestão do prefeito Erivelton Neves, do Solidariedade.

Imagem feita durante velório de pré-maturo morto no HMC | Foto: Reprodução
Categories: CAROLINA