Cidade do prefeito médico é alvo de descaso na Saúde

Um funcionário da Secretária de Saúde, que não pode ser identificado por medo de retaliações e perseguição, denunciou na tarde desta quinta (01), o risco de contaminação de tuberculose de muitas pessoas através da liberação por alta indevida de um cidadão internado pela segunda vez no Setor de Isolamento do Hospital Municipal de Carolina e que irá para casa porque o laboratório do HMC não tem condições de realizar o exame que constata que os sintomas da doença já presentes são realmente da tuberculose.

“O senhor J.R dos Santos já escarra com grande quantidade de sangue e como o laboratório não tem condições de realizar o exame de escarro ou de baciloscopia, ele irá para casa sem o tratamento, mesmo com todos os sintomas da doença. O perigo é contaminar outras pessoas”, diz o funcionário da Saúde. “Amanhã o secretário de Saúde vai para as redes sociais dizer que é mentira, mas irá nos pressionar para dizer como este fato está sendo denunciado. Não podemos mais ficar calado com tanto descaso com a Saúde em Carolina”, finalizou a denúncia.

O perigo da transmissão da doença para outras pessoas ocorre quando o doente tosse, fala ou espirra, porque ele espalha no ar gotas pequenas, mas muito pequenas mesmo com o micróbio da Tuberculose. O micróbio da Tuberculose (bacilo de Koch) penetra no organismo das pessoas pela respiração – única forma de transmissão da doença, já que a tuberculose não se transmite pelo sexo, pelo sangue contaminado, pelo beijo, pelo copo, pelos talheres, pela roupa, pelo colchão. A tuberculose só se transmite pelo ar.

A falta de condições de realização do exame no Hospital Municipal de Carolina contraria a propaganda oficial do prefeito médico Erivelton Neves, da Renovação, de que está tudo bem na sua administração e que promoveu uma série de eventos na temporada de férias, dias antes do caso do senhor J. R dos Santos, gastando aproximadamente R$ 300 mil apenas com bandas e equipamentos de som.

O paciente internado no Setor de Isolamento, por constatação dos sintomas da tuberculose, e que será terá alta hospitalar sem o devido tratamento médico, mora na Avenida Adalberto Ribeiro, no Centro de Carolina, e em um dos pontos mais movimentados da cidade, por onde passam milhares de pessoas diariamente, inclusive muito perto de estabelecimento que comercializam alimentos.

SAIBA MAIS SOBRE A DOENÇA TUBERCULOSE Clique Aqui

*A imagem acima é apenas ilustrativa

Categories: CAROLINA