Juiz substituto deve começar a atuar no município nas primeiras semanas de janeiro

Um juiz substituto será nomeado para atuar na Comarca de Carolina a partir do próximo dia 07 de janeiro. É uma das decisões do corregedor-geral da Justiça do Maranhão, desembargador Marcelo Carvalho Silva, após visita ao Fórum local na última terça (18) e não esperada pelo juiz titular Mazurkiévicz Saraiva de Sousa Cruz.

O juiz substituto vem à Carolina com a missão de atuar principalmente nos processos conclusos a mais de 100 dias e mais antigos. Ou seja, a CGJ tira do magistrado local poderes sobre ações contra o Consórcio Estreito Energia (CESTE) e contra a Prefeitura Municipal, especialmente.

NOVA ROTINA. O desembargador Marcelo Carvalho, que veio acompanhado da juíza auxiliar Kariny Reis, do Planejamento Estratégico, e equipe de servidores da Corregedoria, após detectar uma série de inconformidades no funcionamento do Fórum de Carolina e após conversar com servidores da Justiça e advogados, determinou ainda que uma equipe da CGJ-MA será deslocada no início de 2019 para realização de treinamento com os servidores sobre a operacionalização do sistema Processo Judicial Eletrônico (Pje) e adoção de novas rotinas de gestão processual.

O objetivo é oferece melhores condições aos servidores e magistrados, de forma a atender melhor o jurisdicionado desta região, frisou.

Sobre a criação da 2ª Vara da Comarca de Carolina, solicitada tanto por servidores quanto por advogados, o corregedor-geral informou que o Tribunal de Justiça deve realizar seleção para residentes de Direito no próximo ano, medida que ajudará a suprir a demanda da Justiça de 1º Grau.

Durante a visita, a equipe da CGJ orientou os servidores da comarca sobre rotinas de fluxo processual, acompanhamento de prazos e sugestões para melhoria da gestão processual na secretaria e gabinete, com o fim de otimizar a tramitação das ações e oferecer uma resposta mais rápida à sociedade.

O Cartório Eleitoral, de competência do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), deve sair do prédio da Justiça do Maranhão por se tratar de outra instituição com orçamento próprio.

Corregedor-Geral se encontra com advogados de Carolina para ouvir sugestões | Foto: CGJ
Corregedor-Geral se encontra com advogados de Carolina para ouvir sugestões | Foto: CGJ

Com informações da Assessoria de Comunicação da Corregedoria-Geral de Justiça do Maranhão

Categories: CAROLINA